O sistema operacional do futuro – parte 1

Há algum tempo que quero escrever este post. Estava esperando um tempo para amadurecer as idéias, mas com as notícias recentes vejo que se esperar mais vou acabar escrevendo sobre coisas que já foram implementadas.

Estarei falando basicamente sobre as minhas expectativas de como será o sistema operacional daqui há alguns anos, no entanto muitas delas podem coincidir com fatos e rumores anunciados, então não espero ser original! 😛

1. O Sistema de diretórios precisa morrer!

Quando o primeiro sistema operacional com interface gráfica foi criado ele já era bem parecido com o que conhecemos hoje. Isso porquue a interface gráfica foi criada baseada na chamada metáfora do papel que tentou relacionar os componentes da interface do computador com o ambiente típico de trabalho da época, uma escrivaninha. Por isso temos desktop, arquivos, pastas, copiar, colar, etc. Essa escolha foi importante para tornar a interface amigável e intuitiva para os aqueles usuários. Hoje em dia é difícil encontrar alguém que ainda trabalhe numa escrivaninha com papéis e pastas então essa metáfora pode (e precisa) ser revisada.

Mas por que acabar com o sistema de diretórios?

Simplesmente porque ele é complicado demais! Quem nunca se perdeu navegando por uma interminável quantidade de pastas aninhadas e não conseguiu encontrar o arquivo que procurava? Outra coisa; as pessoas que não são totalmente familiarizadas com computadores têm dificuldades de navegar pelo pelo sistema de diretórios. Minha tia navega pela internet e manda emails com fluência, mas se for pra anexar um arqivo não consegue encontrá-lo no mar de diretórios que a rodeia.

Mas como seria a vida sem diretórios?

  • Arquivos  organizados por aplicativos e não por deiretórios.

Quer ouvir música? Abra o iTunes, Windows Media Player ou seu player preferido, navegue pelas bibliotecas de músicas, busque por artista ou veja as capinhas dos álbuns. Quem precisa saber em que pasta aquela música da Madonna está?

Vai ver foto? Tente o Picassa ou iPhoto, procure por albuns, eventos ou data. Para mandar uma foto por email simplesmente selecione as fotos e clique no botão email (minha tia consegue fazer isso no Picasa!!). Se tiver que anexar no navegador arraste a foto do próprio software para o navegador. (isso já funciona com o iPhoto e o Safari, por exemplo)

Todos esses exemplos já estão disponíveis, falta extendê-los para outros tipos de arquivo. Não sei porque o Office, por exemplo já não incorporou uma biblioteca de documentos.

  • Encontre, não organize! (by Google)

Outro recurso que promete ajudar no assassinato dos diretórios é a busca indexada. Ela está já está disponível no Windows Vista e no Mac OS X desde o Tiger.

Por últimos pode-se aproveitar melhor as tags. Com elas os fanáticos por organização podem ficar felizes.

Pense no Gmail, por exemplo, ele é todo baseado em busca e em tags. Não existem diretórios. Alguém sente falta? Eu não!

Entraves

Infelizmente o computador que conhecemos ainda é um dispositivo muito genérico para que o sistema de diretórios seja eliminado já na próxima leva de SOs. Sempre vai ter aquele nerd querendo mexer naquela dll ou em um arquivo de configuração escondido que não deveria ser alterado!

Já é realidade

Repare que o OS X Mobile, o SO do iPhone e iPod Touch já se libertou da metáfora do papel. Por isso tanta gente reclama da ausencia do copiar/colar no aparelho. A Apple está criando um novo paradigma de interação com o sistema, mas isso vai ser assunto de um outro post dessa série.

Cenas do próximo capítulo

Informações e aplicativos nas nuvens!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s