Sem Flash no iPhone? Culpe a Apple!

iphone-flash-message

Praticamente todo mundo que tem um iPhone ou iPod touch já se deparou com uma famigerada pecinha de lego ao tentar acessar algum site. Os mais informados provavelmente estavam cientes que a tal pecinha signignificava que o site visitado exigia algum plugin, na maioria das vezes o Flash Player e que ao tentar instalá-lo uma mensagem avisaria que o Flash Player não está disponível para a plataforma.

Pois bem, até algum tempo atrás a Adobe (desenvolvedora do Flash Player) mostrava uma mensagem idêntica em todos os sistemas para os quais o Flash náo está disponível mas de uns tempos pra cá a mensagem exibida nos dispositivos móveis da Apple deixaram a sutileza de lado e passaram a mostrar o seguinte texto: “A Apple restringe o uso de tecnologias requeridas por produtos como o Flash Player. Enquanto a Apple não eliminar essas restrições, a Adobe não pode fornecer o Flash Player para o iPhone ou para o iPod Touch.

O que desencadeou o início dessa “guerra fria” foi o anúncio por parte da Adobe de que estaria pronta para disponibilizar uma versão otimizada do Flash Player 10 para as plataformas móveis mais importantes. No entanto é bem verdade que a Apple restringe o desenvolvimento de tecnologias que permitem execução de aplicativos não nativos no iPhone, como Java ou Flash. Sendo assim, de todos os smartphones que se prezam o iPhone será o único sem Flash e a Adobe parece não querer carregar essa culpa.

Mas será que a Apple está errada em restringir o Flash (assim como o Java ou outra tecnologia não nativa) no iPhone? Analisando a situação percebo alguns indícios de que as coisas pode não ser bem assim.

Primeiro, todo mundo que usa o Mac OS X já deve ter percebido que há alguma coisa errada na implementação do Flash Player para a plataforma. Ele faz o processamento disparar consumindo mais rapidamente as baterias dos Mac Books e não raras vezes faz o Safari capotar. Como o sistema operacional do iPhone é baseado no Mac OS X, é bem provável que uma versão do Flash Player para ele tenha os mesmos problemas e acabe drenando ainda mais rapidamente a bateria do aparelho.

O segundo motivo tem a ver com interface. A Apple sempre foi super rígida em sua política de padronização de interfaces para garantir a “experiência do iPhone”. Por outro lado, tecnologias como Flash ou Java visam unificar o desenvolvimento para diferentes plataformas (veja o exemplo do Adobe Air) algo que vai totalmente contra a política da Apple.

Na minha opnião, ainda é possível que as duas empresar se entendam e que venha a existir uma versão do Flash Player para o Safari Mobile mas nunca como plataforma de desenvolvimento de aplicativos para o iPhone ou para o iPod Touch. O que a Apple pode estar querendo dizer é: “Primeiro desenvolvam um flash adequado ao Mac, depois a gente conversa melhor.

Anúncios

6 pensamentos sobre “Sem Flash no iPhone? Culpe a Apple!

  1. “‘Primeiro desenvolvam um flash adequado ao Mac, depois a gente conversa melhor.’“
    Sry, isso é papo de fanboy.

    É verdade sim que o flash consome muitos recursos, mas o fato da Apple nãosuportar nem flash nem Java é uma escolha mer amente econômica. Dessa forma ela mantém o monopólio sobre a produção de aplicativos, e consegue lucrar, o que não aconteceria uma vez que fossem adotados as outras plataformas.

  2. Concordo! Tanto que disse que só acredito na possibilidade de existir um flash rodando como plugin do Safari Mobile. Flash ou Java como plataforma de desenvolvimento de aplicativos não acredito que a Apple permita mesmo.

  3. Agora Steve chamou a Adobe de “lazy” dizendo que eles podiam fazer melhor dos que fazem. Acredito que ele se referiu aos vários problemas do flash no Safari/Mac OS X o que reforça minha teoria sobre a falta do flash no iPhone. Também disse que daqui a um tempo as pessoas devem abandonar o flash e ser tudo HTML5. Fico na torcida!
    Matéria em (Mac Magazine): http://macmagazine.uol.com.br/2010/01/31/em-reuniao-interna-na-apple-steve-jobs-detona-lema-do-google-chama-adobe-de-preguicosa-e-fala-sobre-iphones-e-macs-em-2010/
    Em inglês (Wired): http://www.wired.com/epicenter/2010/01/googles-dont-be-evil-mantra-is-bullshit-adobe-is-lazy-apples-steve-jobs/

  4. É Matheus, acho que apple não pode ser assim, sou dona do mundo não.
    “‘Primeiro desenvolvam um flash adequado ao Mac, depois a gente conversa melhor.’“
    Tem que negociar, flash e java deveria rodar, a quantidade sites com essas tecnologias, não tem no gibi, se todos fossem como apple, acho que eu não teria o meu emprego trabalhando com java para web, falta um pouco de espírito coraborativo, ou de respeito a consumidores, com esse lema eu não me importo com isso, meus produtos vendem demais, não preciso do Brasil, da adobe, ou da Sun, os outros é que tem se adequar a minha metodologia. Deve ser por isso que eu tenho um pé atrás com apple.

    • Perae Cíntia, você tá confundindo algumas coisas.
      O que você chamou de java para web não tem nada a ver com Apple. Funciona em qualquer iPhone, iPad e celular porque é uma tecnologia que roda no servidor. O que a Apple barra são tecnologias interpretadas que precisariam de uma máquina virtual no cliente. Nessa categoria entra o Flash (que precisa do Flash Player) e os Applets ou Java FX (que precisam da JVM no cliente).
      O Safari Mobile é um navegador totalmente standard compilante. Passa em todos os testes de javascript, css, etc. Todos os padrões da web reconhecidos pelo W3C são suportados, inclusive padrões novos que ainda não estão totalmente definidos como CSS3 e HTML5.
      Basicamente eu acredito que a Apple barra o flash por dois motivos principais.
      Primeiro: Mágoa e birra mesmo porque o flash player pra Mac é horrível. Faz o browser capotar toda hora, além de consumir muito processamento e memória (muito mais que no Windows). Agora imagine o que ele iria fazer no iPhone, um dispositivo que já tem um enorme consumo de bateria? O OS do iPhone é baseado no Mac OS X, então as chances da Adoble reaproveitar o código ruim e entregar um Flash bugado são grandes. Por isso eu acho que eles usam isso para forçar a Adobe a implementar um porte descente para sua plataforma.
      Segundo: A Apple é uma empresa que tem histórico de prever padrões de mercado que morrerão e antecipar sua morte em seus produtos. Lembra dos iMacs coloridos? Eles tinha usb mas não tinham disquete. Na época eu não conseguia imaginar minha vida em um computador sem disquete, mas hoje vejo que eles estavam certos apesar de prematuros. Mas se alguém não tomar a iniciativa como padrões melhores vão se popularizar?
      Nesse caso, a Apple considera o Flash um padrão em declínio. Hoje com HTML5, CSS3 e javascript dá pra fazer tudo que se faz em flash. Com a vantagem de serem tecnologias abertas e nativas ao navegador o que as torna muito mais eficientes. Experimente por exemplo acessar o youtube.com/html5, ele é totalmente independente do Flash. Só que nem todos os browsers modernos suportam os padrões mais novos. Safari e Chrome por serem baseados em webkit estão na frente, o Opera também tem um excelente suporte. Firefox suporta parcialmente e IE não suporta. Mais uma vez a Apple quer antecipar a morte de um padrão obsoleto em favor dos novos que estão surgindo. Hoje isso é doloroso mas novamente alguém tem que tomar a dianteira.

  5. Pingback: Andoid vs. IPhone « quadrinhos e etc.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s