O sistema operacional do futuro – parte 1

Há algum tempo que quero escrever este post. Estava esperando um tempo para amadurecer as idéias, mas com as notícias recentes vejo que se esperar mais vou acabar escrevendo sobre coisas que já foram implementadas.

Estarei falando basicamente sobre as minhas expectativas de como será o sistema operacional daqui há alguns anos, no entanto muitas delas podem coincidir com fatos e rumores anunciados, então não espero ser original! 😛

1. O Sistema de diretórios precisa morrer!

Quando o primeiro sistema operacional com interface gráfica foi criado ele já era bem parecido com o que conhecemos hoje. Isso porquue a interface gráfica foi criada baseada na chamada metáfora do papel que tentou relacionar os componentes da interface do computador com o ambiente típico de trabalho da época, uma escrivaninha. Por isso temos desktop, arquivos, pastas, copiar, colar, etc. Essa escolha foi importante para tornar a interface amigável e intuitiva para os aqueles usuários. Hoje em dia é difícil encontrar alguém que ainda trabalhe numa escrivaninha com papéis e pastas então essa metáfora pode (e precisa) ser revisada.

Mas por que acabar com o sistema de diretórios?

Simplesmente porque ele é complicado demais! Quem nunca se perdeu navegando por uma interminável quantidade de pastas aninhadas e não conseguiu encontrar o arquivo que procurava? Outra coisa; as pessoas que não são totalmente familiarizadas com computadores têm dificuldades de navegar pelo pelo sistema de diretórios. Minha tia navega pela internet e manda emails com fluência, mas se for pra anexar um arqivo não consegue encontrá-lo no mar de diretórios que a rodeia.

Mas como seria a vida sem diretórios?

  • Arquivos  organizados por aplicativos e não por deiretórios.

Quer ouvir música? Abra o iTunes, Windows Media Player ou seu player preferido, navegue pelas bibliotecas de músicas, busque por artista ou veja as capinhas dos álbuns. Quem precisa saber em que pasta aquela música da Madonna está?

Vai ver foto? Tente o Picassa ou iPhoto, procure por albuns, eventos ou data. Para mandar uma foto por email simplesmente selecione as fotos e clique no botão email (minha tia consegue fazer isso no Picasa!!). Se tiver que anexar no navegador arraste a foto do próprio software para o navegador. (isso já funciona com o iPhoto e o Safari, por exemplo)

Todos esses exemplos já estão disponíveis, falta extendê-los para outros tipos de arquivo. Não sei porque o Office, por exemplo já não incorporou uma biblioteca de documentos.

  • Encontre, não organize! (by Google)

Outro recurso que promete ajudar no assassinato dos diretórios é a busca indexada. Ela está já está disponível no Windows Vista e no Mac OS X desde o Tiger.

Por últimos pode-se aproveitar melhor as tags. Com elas os fanáticos por organização podem ficar felizes.

Pense no Gmail, por exemplo, ele é todo baseado em busca e em tags. Não existem diretórios. Alguém sente falta? Eu não!

Entraves

Infelizmente o computador que conhecemos ainda é um dispositivo muito genérico para que o sistema de diretórios seja eliminado já na próxima leva de SOs. Sempre vai ter aquele nerd querendo mexer naquela dll ou em um arquivo de configuração escondido que não deveria ser alterado!

Já é realidade

Repare que o OS X Mobile, o SO do iPhone e iPod Touch já se libertou da metáfora do papel. Por isso tanta gente reclama da ausencia do copiar/colar no aparelho. A Apple está criando um novo paradigma de interação com o sistema, mas isso vai ser assunto de um outro post dessa série.

Cenas do próximo capítulo

Informações e aplicativos nas nuvens!

Anúncios

A nova interface do Firefox 3 – expectativa, decepção e esperança

 
Quando foi anunciada a terceira versão do Firefox, um dos objetivos da Fundação Mozilla era desenvolver uma interface que se integrasse ao sistema operacional fazendo com que o navegador tivesse aparência nativa.
 
No começo a idéia me pareceu um pouco estranha, pois uma característica forte do Ff é a sua aparência unificada (apesar da versão para Mac OS X sempre ter sido ligeiramente diferente) mas após ler um pouco e ver alguns esboços me convenci de que seria uma boa idéia. Segundo o pessoal da Mozilla, o navegador é um software de extrema importância e eles queriam que o Firefox parecesse ter sido o navegador distribuído junto com o sistema, como o IE, o Safari ou o Epiphany. Outro argumento interessante do pessoal é que um software com interface unificada, na melhor das hipóteses parece alienígena em todos os sistemas (sim, eles estão cuspindo no prato que comeram).
 
Vendo um preview dos ícones que seriam utilizados na futura versão (veja aqui)  fiquei bastante empolgado e mal podia esperar pela versão final. Foi então quando descobri que a versão para Mac OS X da nova interface já estava bem adiantada em relação às outras e disponível no tema proto. Instalei e achei legal também apesar de algumas coisas mal acabadas. No geral o look and feel estava bonito e bem com cara de mac (alguns dizem que é uma cópia descarada do Safari). Também encontrei na wiki da Mozilla diversos opções de tema para o mac, uns inclusive mais bonitos. Infelizmente não sei mais onde foi parar esse blog! Agora, o Firefox 3 já está no beta 4 (pré) e a interface padrão do sistema já vem junto com o programa. Baixei hoje a versão pra Windows XP e ao contrário do que esperava, a nova interface era feia e não parecia nem um pouco nativa.
 
firefox-3.jpg
 
Na verdade, essa versão parece o firefox 2 com aquele esquema tosco de cores e alguns ícones novos. E o pior é que até os ícones novos que pareciam bonitos separados ficaram esquisitos. Os botões de voltar e avançar, por exemplo, pareciam que iam ficar legais, mas a impressão que tive nessa versão é de que o botão de voltar só está gastando espaço da interface, fazendo a barra ficar mais larga. O botão de recarregar então nem se fala! Tá horrível!! Pior do que o já feio da versão 2. Por que eles não voltam com as duas setinhas como era no Ff original? As abas continuam estranhas como no 2.
 
Já a versão pro mac, está mais bonita que a do xp, e parecendo mais nativa também.
 
imagem4.png
 
No entanto, não gostei dos botões arredondados. Tirando o Mail, nenhum aplicativo pra mac tem esse tipo de botão. Acho que fizeram assim pra dar uma diferenciada do Safari, pois nas  primeiras versões do proto eles eram quadrados mesmo.
 
Espero que até o lançamento os problemas sejam corrigidos (principamente na versão pra Windows) porque não há nada pior do que gerar uma expectativa e depois  decepcionar. Continuo torcendo para que a Mozilla acerte a mão nessa versão como fez na primeira!

Extensões para Firefox

Com a quantidade de navegadores disponíveis hoje em dia fica até difícil eleger um melhor de todos e ficar com ele por toda a eternidade. Claro que tem aquela galera que não larga o IE por nada nesse mundo, mas cada dia mais as pessoas descobrem os navegadores alternativos e no caso do Firefox, esse já ficou tão popular que nem pode mais ser chamado assim.

Sinceramente, eu já fui o maior fã,  mas hoje em dia nem gosto dele tanto assim. Acho que como navegador puro e simples ele perdeu o encanto. Ultimamente tô mais pro Opera e principalmente pro Safari (pra Mac, pq o pra Windows é cheio de bugs) que são muito melhor acabados. O Ff já teve seus dias de glória, mas está ficando velho. Sua interface não convence mais. Os feeds e as abas que um dia foram novidades já se tornaram banais. Falando nisso, navegação por abas está pobre (experimente reorganizar abas e transformá-las em janelas ou vice-versa no Safari. Dá vontade de ficar fazendo isso o dia inteiro). Os concorrentes também incorporaram diversos recursos legais, como o Speed Dial e a sincronização do Opera e o Showcase do IE7 e o Ff tá lá sem nemhuma mudança significativa há um bom tempo.

Mas se tem uma coisa no FF que deixa seus concorrentes longe pra trás são suas extensões. Com elas você pode ter todos esses reursos que eu citei. No entanto eles nunca funcionam tão bem como nos originais, e é por isso que eu acho que a fundação Mozilla devia incorporar alguns recursos bacanas nativos e não ficar apenas dependendo delas.

Mas são justamente as extensões a razão desse post. Algumas são tão úteis que deveriam ser incorporadas a todos os navegadores. É o caso do draganddropupload uma exensão discreta que você nem nota que está instalada e que quase ninguém conhece também! Com ela você arrastar um arquivo e soltar na caixa de upload do Ff. Muito mais fácil do que ficar navegando pelo (novamente (mau) citado) sistemas de diretórios, que nunca vai permitir que minha tia anexe uma foto no email! E o melhor não é nem isso. Nos sites que aceitam mais de um upload por vez você seleciona alguns arquivos arrasta e solta (tudo que eu gosto! He, he). Por exemplo, quer mandar aquelas centenas de fotos de um evento pelo Gmail? Vai lá na pasta onde elas estão, seleciona um monte, até beirar 10 MB que é o limite de anexo, Arraste todas e solte em cima da caixinha ou mesmo do texto Anexar Arquivo. Muito mais fácil do que ir buscando uma a uma!

Pra quem precisa de um cliente de FTP, tem o FireFTP. O bom é que você pode instalá-lo no Firefox Portable e levá-lo no pen drive para aquela lan house fudida que só tem IE 5 rodando no Windows ME! (Credo!)

Pra variar, minha falta de planejamento gritou mais uma vez e já escrevi muito mais do que devia e o post que devia ser só uma lista de extensões interessantes acabou indo pro caminho do design (de novo!). Tanto que acabei colocando esse tag também, mas inicialmente era pra ser só dicas! Foi mal então, mas vou parar por aqui senão ninguém vai ter paciência de ler! Um dia eu escrevo um Extensões para o Firefox mais enxuto.

E aos amantes do Ff, não me odeiem por causa das minhas críticas. Eu também amo essa rapozinha. Só quero que a Mozilla cuide melhor dela e lance uma versão 3 matadora, como foi a primeira e pelo amor de Deus uma remodelagem na interface! (o que os desenvolvedores de software livre tem contra design de interface?)!

A moda dos quadrados

Há muito tempo alguém já dizia que “na vida nada se cria, tudo de copia”. No campo do design (de interface ou de qualquer outra coisa) isso é especialmente verdade. Quando um estilo se consagra, logo vem uma enxurrada de produtos semelhantes. Alguns conseguem até melhora o original, já a maioria não passa de meras cópias sem identidade.Bem que eu queria falar de quem lança moda em design e de quem copia (:-p) mas vou tentar me conter pra não fugir do objetivo desse post! He, he.

Ultimamente uma coisa no mundo do design de interfaces tem me chamado atenção. Enquanto os antigos esquemas de menus aninhados e árvores de diretórios que Deus sabe aonde terminam estão cada vez mais em baixa, uma forma bem mais simples de organizar as coisa está se popularizando. A receita é simples, transforme cada item em um quadradinho colorido e distribua-os em grade pela tela, tudo num único nível.

O exemplo mais clássico é a interface do iPhone (não precisa dizer mais nada, né!?). Imagine ter tudo ao alcance de um toque ou de um clique do mouse!

A proposta é tentadora, mas projetar uma interface desse tipo requer algumas precauções.

1˚. A quantidade de funcionalidades deve ser limitada. Depois de lotar uma tela com os quadradinhos, fazer scroll por muitas telas vai ser tão chato (ou até mais) do que navegar por uma estrutura de diretórios. Fico imaginando o que vai acontecer quando o espaço da tela do iPhone for completamente preenchido. E isso não vai demorar muito, pois sem considerar jogos e aplicativos não oficiais, com o lançamento do iTunes Wirelles Store sobram apenas três espaços.
2˚. Os desenhos precisam ser suficientemente intuitivos para que o usuário identifique o que procura com uma olhada rápida. Nesse ponto, essa distribuição já tem vantages, pois a organização em grade canaliza a visão, evitando que o usuário fique com o olhar perdido o que acontece muito frequentemente numa árvore de diretórios ou num menu com diversos ítens.

3˚. Beleza é importante, mas é inútil se não vier combinada com praticidade. Lembre-se que uma interface muito rebuscada, com muitos efeitos de sombra e 3D costuma distrair o usuário do seu objetivo. Por isso, fuja da tentação de fazer desenhos muito sofisticados. Em primeiro lugar eles devem ser intuitivos.

Ultimamente estou sonhando com uma forma de acabar com a estrutura de diretórios dos sistemas operacionais. Ela não é práticas! Uma pessoa, pouco habituada a usar computador pode se dar muito bem enviando e recebendo emails, mas na hora de anexar um arquivo a coisa complica! Navegar pela estrutura de diretórios é um uma tarefa ingrata. O problema é que os computadores são multi-funções demais para se criar uma estrutura mais prática mas que ao mesmo tempo seja flexível como o esquema de diretórios. Tenho pensado em possibilidades. Algumas já são reais. Você pode não perceber, mas quando começa a usar um sistema operacional que tenha busca indexada (daquela que você digita e ele acha na hora) vai perdendo o hábito de procurar as coisas no olho. Eu mesmo, depois que me habituei à busca do Vista, e agora ao Spotlight do Mac OS tenho enorme dificuldade de navegar por janelas com muitos itens. Normalmente desço e subo a rolagem várias vezes e não encontro o que procuro! Claro que os maníacos por organização vão achar que o mundo está acabando por isso! He, he.

Bom, tenho outros comentários e outras idéias para deixar transparente ou pelo menos reduzir a importância do sistema de arquivos e diretórios como é hoje, mas isso já dá assunto pra uma outra postagem. Esperem por uma completa mudança de paradigmas na próxima geração de sistemas operacionais!

imagem3.pngimagem4.png
iPod Touch e iPhone

speeddial.jpg
Opera Speed Dial

wiimenu61_image.jpg
Wii Channels

imagem2.png
Widgets do Dashboard