Olá Brasil!

Captura de tela 2009-10-07 às 00.16.02

Já está funcionando a Apple Online Store brasileira. O modelo da loja é bem parecido com o da americana, permitindo personalização de Macs, gravação em iPods, parcelamentos, dentre outras regalias. No entanto ainda existem produtos indisponíveis, como os novos iPods touch.

Falando em produtos que estão faltando, o iPhone até está lá, mas por enquanto só para ver. Queria bem saber se a Apple pretente comercializá-lo na loja online, já que por aqui ele está disponível em três operadoras e com preços bastante variados. Uma coisa boa seria vender desbloqueado, pois no Brasil o preço praticado pelas operadoras (que deveria ser inferior ao do iPod touch, devido ao subsídio) é abusivo.

Apesar da loja ser novidade no mercado brasileiro, os preços praticados por lá, esses sim, são velhos conhecidos. Mesmo assim não posso esconder minha empolgação, pois qualquer sinal de que a Apple está levando o mercado brasileiro a sério já é um bom sinal. Bom seria se também tivéssemos músicas e games na iTunes Store. Não custa nada sonhar!

Dropbox agora está disponível para o iPhone e iPod touch

dropbox

Para quem não sabe do que se trata, o Dropbox é um aplicativo que permite sincronizar arquivos através de diferentes computadores (Mac, Windows ou Linux) matendo cópias locais para acesso offline e também na nuvem. Além disso ele permite que diferentes usuários compartilhem diretórios.

Recentemente a empresa anunciou os mais novos membros da família, o iPhone e o iPod touch. Nessa versão do aplicativo é possível escutar músicas e vídeos através de streamming, ver suas fotos sincronizadas e enviar novas. Também é possível selecionar quais arquivos devem ficar disponíveis para visualização offline, preservando a memória do aparelho.

O Dropbox está disponível gratuaitamente com contas de 2GB (podendo chegar a 3 caso você convite alguns amigos para utilizá-lo). Para os que precisam de mais espaço existem diferentes planos disponíveis com tamanhos variados. O aplicativo pro iPhone (assim como as versões para desktop) é gratuito e pode ser obtido no no endereço http://www.getdropbox.com/iphoneapp. O único ponto negativo é que o app só é compatível com a versão 3.1 do iPhone OS, aquela quem tem apresentado problemas de consumo excessivo de bateria.

Esse post foi escrito para o Ponto Mac, um blog dedicado a assuntos relacionados ao universo Apple.

Nem só com o iPhone se comunica o Mac OS X

iSyncDevices

Já pensou em manter seu celular sincronizado com com a agenda e o calendário do Mac OS X? Pois saiba que isso é possível mesmo para quem não é proprietário de um iPhone. Para fazer a sincronização, tudo que será preciso é o iSync, um software que já vem instalado em todas as versões mais recentes do Mac OS X e dependendo do telefone, um plugin que normalmente é fornecido pela fabricante do mesmo.

A vantagem de utilizar o iSync ao invés de softwares específicos (como normalmente acontece no Windows) é que você utilizará os programas nativos do Mac, nesse caso, a Agenda e o iCal que facilitarão muito a sua vida em tarefas que seriam bem chatas se de fazer pelo próprio telefone como adicionar fotos aos contatos. Outra vantagem é que trocando de marca de celular, tudo que precisará ser feito é sincronizar novamente (desde que o novo seja compatível, é claro). Por último, mas não menos importante, tanto a Agenda quanto o iCal podem ser sincronizados com serviços online como os do Google ou o MobileMe, sendo assim, dá pra manter tudo sincronizado no telefone, no Mac e nas nuvens e o melhor, sem gastar nem um kylobyte com conexão via celular.

No seu site (em inglês), a Apple mantém uma lista dos dispositivos compatíveis com o iSync além de um rápido tutorial (em portugês) mostrando como fazer a sincronização. Para aparelhos que não constam na lista, vale a pena conferir no site da fabricante se existe plugin disponível, como no caso do Sony Ericsson K660i.

Esse post foi escrito para o Ponto Mac, um blog dedicado a assuntos relacionados ao universo Apple.

Sexta Feira Tem Apple em Dobro

applex2

Sexta feira (dia 28 de agosto de 2009) vai chegar com duas novidades excelentes para os fãs da Apple.

Primeiro veio a notícia do lançamento do iPhone 3GS no Brasil pela Vivo e depois do lançamento americano do Snow Leopard que estava previsto pra Setembro. Quanto ao iPhone, logo em seguida foi a vez da Claro e da TIM também anunciarem o lançamento para a sexta. Preço que é bom ninguém disse, mas não acredito que seja mais caro que o 3G quando foi lançado, visto que já custou caro demais e que o dólar está mais baixo do que estava no lançamento (do 3G).

Quanto ao Snow Leopard, o lançamento na sexta não vale para o Brasil. Por aqui só chega em Setembro, mas pra mim tá ótimo, achei até rápido. Os preços também serão bem razoáveis por aqui. A atualização do Leopard custará R$ 79,00 para um Mac ou R$ 129,00 para 5. Quem comprou um Mac recentemente pagará apenas R$ 25,00. Os preços acessíveis e a agilidade no lançamento do novo OS X demonstram que a Apple pode estar com uma nova postura em relação ao Brasil. Rumores (confiáveis) indicam até a inauguração de uma loja virtual no site, igualzinho à americana. É esperar para ver e torcer. Qualquer novidade estaremos informados!

O Twitter está em toda parte – Capítulo Mac OS X

O Twitter é um fenômeno no mundo inteiro e os brasileiros que até pouco tempo atrás só tinham olhos pro orkut resolveram entrar de vez na onda do microblog. Vários fatores contribuíram pra o sucesso do site. Primeiro porque várias celebridades aderiram e se orgulham de admitir que aderiram à ferramenta. O mais legal disso é que algumas delas respondem quando a gente fala com elas, o que faz a gente, meros mortais, nos sentirmos amigos íntimos das estrelas! 🙂 Segundo que o Twitter é rápido. Todo mundo tem tempo de escrever um recadinho de até 140 caracteres e também de ler o que os outros escrevem. E finalmente, o fato de o Twitter estar disponível em qualquer plataforma conectada.

Quem ainda não usou algum app do Twitter está perdendo o melhor da festa. Não que o site seja ruim, muito pelo contrário, mas como a intenção do Twitter é estar sempre atualizado é bem mais interessante deixar o app rodando alí de bobeira pra pegar todos os tweets em primeira mão. Já testei vários apps uns muito bons e outros nem tanto então resolvi fazer um pequeno review de alguns pra facilitar a vida de quem ainda não tem o seu favorito. Vale lembrar, que essa listinha está longe de ser completa, pois vou colocar aqui só o que eu já usei mesmo e separado por plataforma.

Para o Mac OS X

Como esse é o sistema que eu uso em casa, a maior dos apps que testei estão nesse grupo. Vamos aos que valem a pena serem mencionados.

Twidget


Imagem1

No começo, achei o Twitter uma coisa meio besta e resolvi deixar ele lá confinado no Dashboard. Durante esse tempo o Twidget funcionaou muito bem.

Pontos Fortes:

  • É um widget do Dashboard então não vai consumir muita memória nem ocupar espaço na tela enquanto você faz outras coisas.
  • Você pode optar por ver sua timeline ou apenas usar para postar seus updates.
  • É gratuito e não tem publicidade.
  • Mostra opções de favoritar, dar reply ou enviar direct message perto de cada tweet.
  • Mostra o que a pessoa utilizou pra postar o tweet. Parece bobagem, mas eu acho legal saber o que o pessoal está usando e quem sabe descobrir coisas novas.
  • Pontos Fracos:

  • Por ficar confinado no Dashboard, não mostra notificações de atualizações na sua timeline.
  • Só compacta a URLs após o envio, o que na minha opnião é completamente inútil pois a gente precisa dos preciosos caracteres restantes é antes de postar. Se a URL grande coube nos 140 pra que compactar depois?
  • Também não gosto da compactação automática, algumas URLs eu quero que apareçam completas.
  • Não é redimensionável, só dá pra ver no máximo uns dois tweets por vez da timeline.
  • Conclusão:

    Bom para twitteiros eventuais e iniciantes por ser super simples e fácil de usar. Mas a falta de alguns recursos e a falta de notificação (parece que estão planejando notificações via Grow para versões
    futuras) vai acabar fazendo os veteranos mudarem para algo mais completo.

    Pwitter


    3_screen-capture-2.jpg

    Houve um tempo que o que eu queria era um aplicativo que fosse pequeno para eu poder deixar o tempo todo visível no canto da tela. Foi nessa época que descobri o Pwitter.

    Pontos Fortes:

  • É pequeno e semi transparente, ideal para deixar aberto no cantinho da tela o tempo todo que não desvia muito a atenção
  • É gratuito e livre de publicidade.
  • É super completo em recursos tanto em relação às funcionalidades do Twitter (favoritar, RT, deletar, etc) quanto do Mac OS X.
  • É bonito. Acho a janelinha transparente bem charmosa. Só a timeline e os botões poderiam ser melhor trabalhados.
  • Mostra notificações discretas apenas colorindo o ícone na barra de menus ou pode utilizar o Grow e sons, tudo configurável.
  • Pontos Fracos:

  • Não reconhece hashtags. Elas aparecem lá, mas não são clicáveis.
  • Não tem busca.
  • Não compacta URLs durante a edição.
  • Conclusão:

    É um excelente cliente. Seu tamanho e jeitinho simples enganam em relação à quantidade de funcionalidades que possui. A única coisa que realmente me aborrecia era não poder compactar URSs durante a edição.

    Tweetie


    Estava em busca de um cliente de Twitter ainda mais poderoso que Pwitter, mas aí não tinha mais como ficar na categoria dos gratuitos (pelo menos não sendo Adobe Air). Não costumo gostar de software com publicidade, mas o Tweetie me surpreendeu de várias formas.

    Pontos Fortes:

  • Além de ser completo em funcionalidades do Twitter e do OS X, o Tweetie vai além, incorporando vários extras legais.
  • Permite ver fotos sem abrir o navegador, apenas clicando em links de serviços associados ao Twitter ele abre em uma janelinha semi transparente.
  • Possui uma navegação incrível pela timeline, permitindo até mesmo visualizar o contexto de uma conversa. Não funciona muito bem, mas essa é uma funcionalidade que o Twitter não tem.
  • Permite o cadastro de várias contas.
  • Permite compactar os links durante a edição (até que enfim alguém pensou nisso!) e ainda vai além, exibindo o link descompactado quando você clica e antes de abrir no navegador.
  • Possui notificações discretas, mudado a cor do ícone na barra de menus
  • Mesmo não sendo gratuito, a versão com publicidade mostra propagandas super bonitas que não enfeiam sua timeline.
  • É um dos programas mas bonitos para Mac. Percebe-se que sua interface foi projetada com carinho, e a atenção com os detalhes foi levada ao extremo.
  • Possui atalhos de teclado bem úteis.
  • Permite postar fotos apenas arrastando a imagem para a janela de novo tweet.
  • Pontos Fracos:

  • Não permite deletar seus tweets, com tantas funcionalidades achei que essa tão simples foi esquecida.
  • Não é totalmente gratuito e a versão com publicidade fica pedindo pra ser registrada de vez em quando.
  • É um pouco grande, então não é o ideal para deixar sempre visível no canto da tela.
  • O atalho de teclado padrão para postar um novo tweet é o mesmo que lança o Quicksilver que é um software bem popular entre os usuários de Mac.
  • Quando você lê um tweet pela timeline ele continua como não lido nos replies.
  • Conclusão:

    Como sou amante de interfaces bem feitas, fiquei fã do Tweetie. No começo fui resistente por causa da publicidade, mas nesse caso ela não incomodou. Acredito que esse é o melhor, mais completo e mais bonito cliente de Twitter para OS X dentre os que testei. E é o que eu uso ultimamente na maioria das vezes.

    Pra ninguém ficar com preguiça de ler, vou falar dos apps multiplataforma e pra celular nas semanas seguintes, então aguardem!

    Hello, I’m a Mac

    dock-20071213-190055

    Já se foi mais de um ano desde que passei de vez para o lado da maçã. Ates disso, já usava iPod e programas da Apple, mas a transição do Windows para o Mac OS X quando ganhei um Mac Book foi o passo definitivo. E quando eu falo transição não quero dizer que brinco com o OS X e mantenho o Windows via Boot Camp, virtualização ou em outro computador. E só Mac mesmo! Ah, também não trabalho com design, edição de imagem ou vídeo. Utilizo esses recursos mais como hobbie. Sou um usuário (quase) normal de computador, mais pro lado dos geeks. Entro no orkut, mando email, escuto música, vejo vídeo, converso no Messenger, uso Skype, torrent, desnvolvo programas em java, ou seja, coisas básicas!

    Mas o quero passar aqui, é como tem sido a vida ao lado do Mac. Sinceramente, parece que já faz bem mais tempo do que o real.

    Nesse tempo, eu:

  • Nunca tive vírus, computador invadido, senha roubada ou outros problemas do tipo que costumar causar bastante dor de cabeça.
  • Tive dois kernel panics, o equivalente à tela azul da morte quando a única opção que resta é reiniciar o computador.
  • Nunca tive problema de hardware.
  • Vi o flash player fazer o Safari capotar diversas vezes! Engraçado que no relatório de erro já falava que a culpa provavelmente era dele.
  • Nunca precisei formatar o computador, mexer em bios (na verdade nem sei se isso existe no Mac), recompilar o kernel ou alguma outra nerdice desse tipo.
  • Uso o terminal (linha de comando) ocasionalmente, mas nunca para instalar um programa ou conectar à internet.
  • Nunca baixei um programa que não era compatível com a “minha distribuição”.
  • Nunca fui interrompido no meio de uma apresentação ou usando qualquer aplicativo em tela cheia por uma mensagem falando que meu computador pode estar em risco ou que o anti-virus atualizou. Aliás, não uso anti-vírus at all!
  • Já vi o redemoinho gay da morte girar por mais tempo do que gostaria.
  • Nunca passei raiva com o computador reiniciando sozinho após uma atualização importante. Ele me considera inteligente o suficiente para saber a hora de reiniciar e não ficar enchendo o saco o tempo todo.
  • Nunca esperei o computador voltar do repouso mais tempo do que levaria para ligar.
  • Nunca usei áudio e vídeo no Microsoft Messenger porque simplesmente não tem suporte com o áudio e vídeo do Windows Live Messenger.
  • Por outro lado, no Skype funciona muito bem. Uso com frequência!
  • Nunca instalei crapware pra conectar dispositivos, tipo programa de gerenciamento de celular ou câmera. O iSync e os outros programas do Mac se encarregam de toda a sincronização.
  • Essa lista poderia se prolongar ainda mais, mas não vem ao caso. O que descobri nesse tempo de uso do Mac OS X é que como qualquer outro software ele tem seus defeitos e qualidades, pessoas que amam e pessoas que odeiam mas dentre tudo que já usei como sistema operacional (e já usei bastante coisa) não tem nada melhor, nem parecido! Enfim, eu e meu computador nos damos muito bem, somos bem felizes juntos!