Será o fim das duas telas nos videogames da Nintendo?

Ontem finalmente a Nintendo resolveu apresentar o NX opa, Nintendo Switch ao mundo. Como já esperávamos ele será um híbrido entre console doméstico e portátil. Durante o lançamento do Wii U, muitos acreditaram que ele era exatamente isso e como a Nintendo vem alegando que o parte da culpa da baixa popularidade deste tenha sido o não entendimento do conceito espero que dessa vez ela consiga deixar bem claro pra todo mundo.

Não vou entrar em detalhes sobre o que é o Switch pois isso você encontra aos montes por aí e sim em um ponto que pra mim foi muito curioso e não estou vendo ninguém comentar a respeito: a ausência da jogabilidade em duas telas. Apesar de seu formato tornar possível a jogabilidade no estilo do Wii U em nenhum momento isso foi mostrado no trailer. Ao contrário, quando o tablet era removido da base a imagem da tv simplesmente desaparecia e era transferida para a tela própria. Além disso, o jogo Splatoon que hoje só funciona unindo a jogabilidade gamepad + tv foi mostrado sendo jogado apenas em um controle tradicional. Se voltarmos um pouco no tempo e lembrar das apresentações de Zelda Breath of The Wild fica claro que o jogo perdeu o uso da segunda tela justamente quando na E3 desse ano foi anunciado que seria lançado também para o até então NX. Pra quem não está se lembrando, em vídeos anteriores o mapa era exibido no gamepad mas recentemente migrou para a tela principal.

20-nintendo-switch

Essa mudança de paradigma foi uma surpresa pra mim pois há vários anos a Nintendo vem investindo na jogabilidade em duas telas. Seja com o DS e 3DS seja com o Wii U. Tive algumas ótimas experiências com as duas telas do Wii U. Jogos como Animal Crossing: Sweet Day e Luigi’s Ghost Mansion do Nintendo Land ofereceram uma das melhores experiências multiplayer que tive graças à jogabilidade assimétrica que o console proporcionava. Até usos mais simples como um mapa ajudam. Sempre imaginei o quão maravilhosa seria uma versão de GTA V no Wii U pelo fato de ter o mapa completo sempre à mão principalmente durante o multiplayer quando é impossível pausar o jogo e frequentemente você precisa consultá-lo. No entanto entendo alguns motivos que levaram a Nintendo a eliminar a jogabilidade em duas telas. Os que consigo pensar são:

  • Gerar duas imagens independentes é extremante custoso para o processador do console motivo pelo qual a enorme maioria dos jogos pesados exibia algo secundário, como mapa, na tela do gamepad. Já se perguntou por que Mario Kart 8 não permitia que um jogador usasse o gamepad e outro a tv no multiplayer ao invés de dividir a tela? Pois é, o Wii U não tinha poder de fogo para isso. Uma exceção foi Hyrule Warriors que permitia que dois jogassem exatamente assim. No entando quem experimentou sabe que o nesse caso o framerate cai tanto a ponto de prejudicar a jogabilidade. Como sabemos que o Switch dificilmente terá um poder de fogo muito grande, a Nintendo deve ter optado por produzir gráficos melhores em uma única tela.
  • Poucos jogos fizeram uso realmente interessante das duas telas. Como disse tive ótimas experiências com essa jogabilidade mas definitivamente não foram muitas.
  • Por último, acredito que limitando a experiência a uma única tela, a Nintendo facilita o port de jogos multiplataforma para o Switch, coisa que seria ótimo para a companhia e que o Wii U ficou devendo.

E vocês, o que acham? Será que ainda tem chance de vermos a jogabilidade em duas telas no Switch ou as evidências que apresentei são suficientes pra acreditarmos que ela se foi de vez? Vai fazer falta? Vamos discutir aqui nos comentários ou no meu Twitter @matheusfernal.